Belchior: Valeu, Senhor!

sexta-feira, abril 13, 2007

Valeu, Senhor!

Valeu a pena... valeu cada instante até aqui.
Valeu a pena ter vivido dias que não quero nunca mais viver.
Eu percebo que foi bom tomar uma surra dos meus pais cada vez que desobedeci ou "aprontava das minhas"; aprendi a respeitá-los, a amá-los, a seguir as regras e saber que meus direitos e desejos têm limites. Foi bom viver uma
pré-adolescência introspectiva; foi nela que descobri que o Senhor entra onde ninguém mais pode entrar e que nunca me deixa sozinho.
Foi bom ter casado muito cedo, Deus; o Senhor me livrou da minha delinqüência, da soberba e presunção juvenil, salvando minha vida.
Foi bom experimentar uma crise existencial; por causa dela que eu te busquei de verdade, e te achei. Eu nasci de novo.
Foi bom sentir dificuldades em me "derramar" diante do Senhor; aprendi que tua Palavra é verdadeira – se o Senhor falou que está comigo todos os dias é porque está, independente das minhas sensações.
Valeu viver decepções dentro da igreja; aprendi que todos erramos e todos precisamos da tua misericórdia. Valeu os dias de letargia e desânimo; percebi o quão palpável é a tua Graça e que tua mão nunca se recolhe de sobre minha cabeça, que meu comportamento, meu dinheiro, minha liturgia e religiosidade não te atraem, mas, sim, o sangue do teu Filho.
Valeu, Deus! Valeu o desapontamento; eu descobri novos e melhores rumos institucionais.
Valeu as dores, pois elas me fizeram crescer na tua direção; valeu as fraquezas e debilidades, elas me ensinaram a te buscar com mais zêlo e mais força... valeu tudo, Senhor, e vai valer sempre se no final eu encontrar os teus braços.
Que as tristezas e alegrias me conduzam sempre na tua direção, meu Deus. Eu só tenho motivos pra te amar.