Belchior: Amarás pois... demonstrando amor

quarta-feira, novembro 01, 2006

Amarás pois... demonstrando amor

Nenhum relacionamento se mantem vivo e verdadeiro somente sob declarações de amor e de afeto. Faz-se extremamente necessário e saudável que os sentimentos sejam, sempre que possível, demonstrados em práticas. Quem ama tem prazer em não somente dizer que ama, mas também em demonstrar, de tantas maneiras quanto for capaz, a verdade e a força do sentimento que traz na alma. Por sua vez, a pessoa que é alvo desse amor tem prazer em ouvir, ver e sentir que é amada.
Relacionar-se com Deus não é em nada diferente disso. Ele também exige amor verdadeiro, declarado e demonstrado. Declarações vazias e religiosas de amor e afeto não o atraem de maneira alguma – "Por isso o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas tem afastado para longe de mim o seu coração, e o seu temor para comigo consiste em mandamentos de homens, aprendidos de cor" Isaías 29.13.

No último livro do Pentateuco, Moisés já expressava, de forma resumida e clara, a necessidade do amor vivo por Deus (Deuteronômio, capítulo 6 verso 5) e muitos séculos depois, Jesus faz menção desse trecho adicionando um resumo dos versos subseqüentes (7,8,9), incluindo "com todo teu entendimento" ao Escrito. Assim, sob o "crivo" do Filho de Deus, temos registrado no Evangelho de Marcos o maior mandamento de todos. Vejamos-o por partes:

Ame o Senhor teu Deus de todo o teu coração
Com sinceridade, com zêlo e entregando-se a ele por inteiro.
Vide: IICrônicas 34.31, Jeremias 29.13, Salmo 119.2 e 69, IReis 8.23.

Ame o Senhor teu Deus de toda tua alma
Com todo teus sentimentos, apegando-se a ele com gratidão e admiração.
Vide: I Samuel 1.15, Salmos 34.2 e diversos pontos em Salmos 103,104,105 e 145

Ame o Senhor teu Deus de todo teu entendimento
Sem desprezar ou esquecer sua Palavra, fazendo dela, todos os dias e em todos os momentos, norteadora da tua própria vida.
Vide: Salmo 1.1, Salmo 119.11-14, Rm 12.2, Jo 14.21

Ame o Senhor teu Deus de todas as tuas forças
Com tenacidade, em qualquer situação, sob qualquer custo, ame-o sempre.
Vide: Jó 19.25-27, Hc 3.17 e 18; Hb 12.3 e 4

Resume-se aí, a conduta, os sentimentos, a razão e a resistência do amor que Deus espera de nós. Amor que não se apresenta sob o hábito da religião ou sob regras humanas de comportamento; amor que admira, que exalta e se alegra em gratidão; amor que se aproxima, que conhece, que entende e busca aperfeiçoamento; amor que resiste intempéries, mentiras e insegurança e triunfa sobre todos os sofrimentos.

Não nos iludamos: Deus não se deixa enganar. Não há como tratá-lo com hipocrisia. Se Nele cremos, relacionemo-nos pois com ele amando-o como também gostamos de ser amados.

Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças.
Evangelho de Marcos, capítulo 12 verso 30.

Marcelo Belchior - 1/11/2006